Reflexões sobre Morin.

Educação no Ensino Superior – Reflexões sobre Morin.

Por Vilmar Antônio da Silva

O professor Edgar Morin, célebre educador francês, formado em Economia Política, História, Geografia e Direito, autor de Os Sete Saberes Necessários à Educação do Futuro[1], além de outros três títulos sobre educação, classifica a profissão de professor como uma profissão complexa, onde a incerteza, a ambiguidade das funções são o seu melhor traço definidor. Para Morin, é importante a incorporação dos problemas cotidianos ao currículo e a interligação dos saberes. Para ele, a educação é algo complexo, porém prega uma educação com interligação das disciplinas, buscando o conhecimento como um todo. Morin, herói da resistência francesa durante a Segunda Guerra Mundial, professor convidado pelo governo francês para reformular o ensino daquele país, educador que dará o nome à Universidad Mundo real Edgar Morin, que está sendo construída no México para ser a primeira universidade erigida segundo as idéias suas idéias, tem contribuído grandemente para o ensino de todos os níveis. Eu tive  a oportunidade de conhecê-lo, infelizmente apenas através de suas obras, durante minha especialização em Metodologia para o Ensino Superior, e tenho aproveitado suas reflexões em sala de aula, mas até onde as ideias  de um francês podem resolver problemas de Rondonópolis?

Em Rondonópolis, distante milhares de quilômetros da França, a realidade é exatamente a mesma dos outros países, pois os professores, de todos os níveis educacionais, têm em seus cotidianos a mesma realidade, pois as salas de aula são espaços geometricamente ordenados, intencionando-se ter alunos de mesmo nível educacional e intelectual, visto estarem na mesma série. Na verdade, segundo a visão de Morin, ali encontram seres humanos tão diferentes quanto desagregados do grupo. Na verdade, em minhas salas de aula nas duas faculdades de direito onde leciono, posso verificar que cada aluno trás em si mesmo uma história. Cada um é um ser individual, que entende uma explicação segundo suas habilidades e suas experiências de vida. Enxergar a sala de aula como um conjunto complexo, composto de sujeitos mais complexos ainda já é um grande passo no caminho da aprendizagem.

Em minhas experiências didático-pedagógicas, Morin tem sido grande companheiro, sugerindo soluções em várias ocasiões, mas, sobretudo, servindo como contraponto comparativo das realidades dos países. Morin vai contra ideias que afirmam que um único método, teoria ou estratégia de pensamento são capazes de fazer o indivíduo entender o mundo da maneira como ele realmente é. Para ele, a Educação tem tudo a ver com a maneira que o indivíduo interpreta esta questão. Em minhas aulas de Direito Penal ou Direito Civil, posso verificar esse fenômeno claramente, pois alunos que já trabalham em alguma vara do fórum, por exemplo, têm muito mais facilidade de entender as matérias ali explicadas. Parece muito evidente, mas não é tão simples assim. Se o aluno que trabalha como estagiário da promotoria está assistindo minha aula de Direito Penal, ele tende a entender aqueles conceitos segundo a visão da acusação que os promotores normalmente têm, causando uma “contaminação” na capacidade de entendimento daquele aluno, ao passo que os outros, que ainda não tiveram experiências com a promotoria, tendem a terem uma maior  “clareza”  em seus raciocínios. É muito importante que os professores entendam tais nuances, pois além do domínio dos conteúdos conceituais, é imperativo o entendimento das implicações afetivas e culturais dos alunos.

Em suma, um francês, do naipe de Morin, pode sim ajudar, e muito, a resolver problemas em Rondonópolis, basta “conversar” com o mestre!.


[1] MORIN, E.. Os sete saberes necessários à educação do futuro. 2ª ed. São Paulo: Cortez; Brasília: UNESCO, 2000.

Anúncios

Uma resposta

  1. conheço o autor e achei muito interessante, vossa analise a cerca de morin… parabéns.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: